Eu apenas escolho não ser desagradável!

Eu apenas escolho não ser desagradável!

Como viver em tempos de tamanha insensibilidade?
Como conviver com alguém que é desagradável gratuitamente, apenas por ser?
Como socializar com alguém que não sabe diferenciar sinceridade de falta de educação?
As pessoas estão insuportáveis.
A reciprocidade não existe, ainda que eu insista no fato de que se eu sou uma boa pessoa, atraio boas pessoas... Vã ilusão! 
Porém, não deixarei de ser a boa pessoa que sou, o bem que existe em mim, que cultivo a cada dia...
Os acontecimentos externos não mancharão minha essência, não me farão amargurada, não me tornarão insensível a dor do próximo, não me farão não me importar, não me farão não sentir, não me tornarão uma pessoa menor.
Ainda sim, não me obrigo a vivenciar essas pessoas em minha vida.
Aprendo a cada dia que há situações em que eu só estou presente por um comprometimento, pra cumprir uma função e atingir um objetivo. Não estou ali pra fazer amigos, essas pessoas não farão parte da minha vida, do meu interior.
Pessoas, eu cultivo em minha vida, se tornam necessidade, saudade, vontade, interesse e querer bem. 
Não tenho prazer em diminuir alguém, menosprezar alguém, inferiorizar alguém, ridicularizar alguém, magoar alguém, mas não posso evitar que essas pessoas o façam, de forma tão deliberada, afinal o que interessa se o outro não gosta do que tenho pra dizer?
São seres tão pobres de si, com tão pouco a oferecer, tão dignas de pena... 
Só faço amar e pedir que Deus tenha misericórdia de suas vidas, mas tomo a distância necessária, não sirvo de saco de pancadas de ninguém!
Sim, eu me importo! Sim, eu sinto! Mas como o sentimento é unilateral, faço-me a gentileza de recolher-me a minha insignificância, pois tenho dignidade!
Eu apenas escolho não permanecer nessa convivência que suga a vitalidade, se for preciso, ignorar-te-ei.
Eu apenas escolho não escutar calada seus rompantes de incompetência, se for preciso, lhe mando as favas.
Eu apenas escolho retirar o alvo de acusações da minha testa, se for preciso, questiono-lhe em que momento solicitei sua opinião.
Eu apenas escolho não ouvir seus julgamentos sobre quem sou e o que faço, se for preciso, lhe pergunto quando começou a viver minha vida e tropeçar nas minha pedras.
Eu apenas escolho não mudar o melhor de mim, se for preciso, mudo a direção do meu melhor para aqueles que realmente merecem.
Eu apenas escolho não ser insensível!
Eu apenas escolho não ser desagradável!

CONVERSATION

1 comentários:

  1. Ai, como me identifiquei com esse texto. Eu também tenho aprendido a não suportar tudo e todos. E luto todo dia para não me deixar contaminar com esse povo tão raso.
    Ótimo texto, best! <3
    Bjos
    Tamara

    ResponderExcluir

♡ Obrigada por sua visita!
♡ Não esqueça de comentar, sua opinião é muito importante para mim. :)
♡ Marque a opção "notifique-me" para receber sua resposta por e-mail! ;)
♡ Siga o blog e as redes sociais para ficar por dentro das novidades!
♡ Volte sempre!

Voltar
ao topo